Passar para o conteúdo principal

Estratégia

A  Estratégia, assenta na melhoria da qualidade de vida em meio rural, e fixação da população e, para tal a Associação sempre trabalhou e promoveu iniciativas em diversas áreas como: Valorização do Património; Formação e qualificação profissional; Criação de empresas agrícolas, ao nível da produção e da transformação; Criação do auto-emprego; Criação dos serviços de proximidade; Disseminação das Novas Tecnologias e Inovação; Promoção das potencialidades da região ao nível do Turismo Natureza e TER entre várias iniciativas ao longo dos anos de implementação de projetos. 

A missão fundamental enquanto Associação de Desenvolvimento Local, consiste em participar de forma proactiva nas estratégias de Desenvolvimento da Terra Fria Transmontana, numa perspetiva participativa, territorial, bottom-up e de Desenvolvimento Integrado.

A CoraNE tem  participado e desenvolvido desde 1996, vários projetos no âmbito de programas, quer comunitários, quer nacionais. A salientar: LEADER 11; LEADER+, PRODER, Agris; Programa Comunitário para a Igualdade entre Homens e Mulheres; Life Natura; Interreg IV C, Interreg 111 B, SUDOE; POCTEP; EQUAL; Leonardo; Socrates; POEFDS; Operação Norte - ON; POPH; ON2; Rede Rural, pelo que estamos familiarizados com a gestão plurifundos. Criada em 1995, a CoraNE elaborou em 1996 um Plano de Acão Local (PAL), no âmbito do Programa LEADER II, tendo, nesse ano, sido credenciada para a aplicação do Programa na Terra Fria Transmontana. Desta forma a região viu-se beneficiada com um programa novo, de intervenção exclusiva no meio rural. Este Programa, permitiu a realização de 129 projetos.

Em 1997 a CoraNE elaborou o Plano Global de Intervenção (PGI) para a implementação na Terra Fria Transmontana de 2 Centros Rurais, no âmbito do PPDR - Agris. Posteriormente submeteu mais 2 candidaturas, tendo sido aprovados, no âmbito do mesmo programa, mais 2 Núcleos Rurais. No âmbito do PIC Leader + foram aprovados pela CoraNE, 55 projetos nas diferentes medidas, que vão desde o apoio à construção de infraestruturas, até ao apoio às empresas e à promoção dos produtos regionais e do território, bem como à Cooperação Nacional e Transnacional. No último Quadro Comunitário de Apoio, no âmbito do Sub-Programa 3 do PRODER, foram aprovados cerca de 160 projetos nas várias medidas desenhadas e criados 126 postos de trabalho. Os investimentos efetuados tiveram grande impacto, quer na dinamização da economia pela criação de empresas e emprego, quer na melhoria da qualidade de vida das populações. De salientar o bom desempenho na implementação dos projetos, que permitiu o acesso à reserva de eficiência no valor de 2 milhões de euros, concretamente 2.060.868, 53 €.

A CoraNE tem desenvolvido um processo de envolvimento com as comunidades locais, ao longo dos sucessivos quadros de apoio, nomeadamente na preparação das EDL.

A ação da CoraNE não se limitou ao apoio a promotores privados e públicos, tendo desenvolvido diversos projetos de cooperação nacional e internacional, criando novos serviços, novos produtos, apostando na valorização e promoção do território, trabalhando em rede com outras entidades, criando riqueza para o território.

No âmbito da Cooperação a CoraNE foi agraciada com dois prémios, um pelo projeto WOLF - Wild Life & Farmers, por ser considerado, pela ELARD - European Leader Association for Rural Developement, um projeto exemplar na preservação do lobo ibérico, e um outro prémio "DrylandChampions 2015" no âmbito do projeto Ambi-Empleate, distinguido pela United Nations Convention to Combat Desertification (UNCCD).

As diversas ações de animação e a aquisição de competências também representam uma área de ação importante para os GAL. De salientar ainda todo o trabalho de promoção do território, feito ao longo destes anos, através do desenvolvimento de iniciativas de animação local, mas também através da promoção feita fora de portas, levando o nome, os produtos, os valores e todo o potencial do território, para outros lugares, outros públicos, outros mercados.

Sendo localmente a entidade responsável pela gestão do PRODER (Programa de Desenvolvimento Rural), a CoraNE tem vindo a privilegiar o apoio a investimentos com caracter produtivo, isto é, que para além de representarem uma mais-valia na qualificação dos recursos endógenos, na criação de postos de trabalho e fixação de população no meio rural, contribuam para a criação de valor acrescentado, de riqueza. No último QCA, os instrumentos de apoio financeiro disponibilizados foram particularmente aproveitados por dois sectores de atividade, considerados estratégicos para o território: a criação de unidades de transformação de produtos e uma aposta claro no aumento da capacidade de alojamento e animação do território na sua vertente turística. O investimento é visível no território que atualmente apresenta uma oferta ampla e de qualidade.

Ao longo destes anos de existência, a CoraNE, tem sido uma entidade respeitada, considerada e valorizada, quer pelos beneficiários, quer pelos associados e restantes entidades com influência no território. A equipa técnica é constituída por elementos com uma vasta experiência na implementação de programas, decorrente dos vários anos de vínculo à instituição, sendo multidisciplinar tem forte componente de ciências agrárias o que permite assegurar uma estrutura de análise, decisão e acompanhamento das novas operações a financiar. Esta capacidade é corroborada pela implementação das EDL em anteriores quadros comunitários.